Sorocaba tem a menor taxa de letalidade da Covid-19 entre as maiores cidades paulistas

24/08/2020

Sorocaba registrou neste domingo (23/08) 2,28% de taxa de letalidade da Covid-19. Esse índice é menor que o do Brasil (3,2%) e o do estado de São Paulo (3,8%). A taxa de letalidade é importante para avaliar a severidade da epidemia em cada território. Os dados são deste domingo, 23 de agosto, e foram extraídos da Vigilância Municipal de Sorocaba e da Fundação Seade (seade.gov.br/coronavirus).

O município também registra o melhor índice entre as maiores cidades paulistas. São 14.181 casos, com 324 mortes. São essas as demais cidades paulistas e suas taxas de letalidade: Santos (2,89%); Barueri (5,95%); Guarujá (4,68%); Osasco (6%); São Vicente (6,07%); São Paulo (4,45%); Diadema (4,08%); Guarulhos (7,63%); Taboão da Serra (4,35%); Jundiaí (3,66%); São José do Rio Preto (2,47%); Itapevi (7,51%); Campinas (3,75%); Ribeirão Preto (3,35%); Mogi das Cruzes (5,35%); Suzano (5,16%); Piracicaba (2,79%), Carapicuíba (4,75%); Santo André (3,47%); Mauá (5,84%) e São José dos Campos (2,65%).

Segundo a Prefeitura de Sorocaba, o baixo índice é reflexo de diversas ações realizadas para combater a doença e pela estrutura de assistência atual. Desde o início da pandemia, a cidade tem adotado inúmeras medidas de combate à Covid-19. Entre os destaques, a criação do Hospital de Campanha com capacidade para 84 leitos, além da contratação de 50 leitos Covid na Santa Casa (40 UTI + 10 clínicos).

Segunda menor taxa de óbitos covid por 100 mil habitantes

Sorocaba também registrou a segunda menor taxa de óbitos por Covid-19 por 100 mil habitantes nas maiores cidades paulistas. A cidade atingiu 47,69 mortes ficando atrás apenas de São Jose dos Campos que até o momento chegou a 42,8.

As demais cidades registraram as seguintes taxas de óbitos por Covid-19 por 100 mil habitantes: Santos (126,92); Barueri (111,96); Guarujá (90,8); Osasco (100,22); São Vicente (93,22); São Paulo (89,96); Diadema (66,99); Guarulhos (88,45); Taboão da Serra (83,89); Jundiaí (84,01); São José do Rio Preto (82); Itapevi (87,08); Campinas (79,39); Ribeirão Preto (75,5); Mogi das Cruzes (68,4); Suzano (62,49); Piracicaba (65,07); Carapicuíba (68,59); Santo André (66,22); Itaquaquecetuba (62,56) e Mauá (57,93).

Fonte: SECOM Sorocaba


ir para o topo

Enviar