Temas que permeiam o protagonismo e o propósito na escola são debatidos em evento on-line

18/01/2021
Foto: Maria Fernanda Tabacow | CEO do Grupo Ágathos Educacional

A realidade da pandemia trouxe para 2020 a necessidade de mudança e adaptação em diversas frentes e, para a educação, não foi diferente. Os encontros em sala de aula foram substituídos por reuniões virtuais e a caneta e papel foram substituídos pelos teclados de vez. E o que podemos esperar agora, para 2021?

Em função deste novo momento que a educação está passando, não só no Brasil, mas no mundo, os grupos Ágathos Educacional e Atmo Educação, responsáveis por renomadas instituições de ensino no país, como Objetivo, Escola Portal, Anglo, Progresso Bilíngue e Maple Bear, realizarão um grande evento de formação docente on-line, voltado para professores e coordenadores dessas escolas, de forma que possam se aprofundar no debate sobre os novos moldes da educação.

Ambos os grupos educacionais têm como razão de ser a transformação por meio da educação, por meio de práticas inovadoras e propostas diferenciadas.

A união dos dois grupos, diante dessa proximidade no que tange ao cuidado e à dedicação com a educação, resultou em uma programação única para o encontro virtual. “Todo o planejamento desta semana se deu em cima de informações que levem a instrumentalizar o educador, preparando-o melhor para essa realidade da chamada escola híbrida (presencial e virtual). Refletindo sobre o uso de tecnologia, os processos de avaliação para entender como está sendo o processo de aprendizado dos alunos, além de investigar ferramentas que podem melhorar a qualidade do trabalho realizado dentro desse novo formato”, comenta Cristina Tampesta, diretora pedagógica do grupo Atmo.

Escola e o pós-pandemia

Diante dos desafios e das mudanças trazidas, a pandemia fez com que fosse preciso repensar a educação como um todo. “O conhecimento, atualmente, está disponível em várias plataformas, de maneira dinâmica. Então, hoje, o professor tem que se comportar como um curador do conhecimento, entendendo quais são os desejos e os potenciais do aluno, para auxilia-los nessa construção da identidade, para que sejam protagonistas em suas próprias histórias” pontua Maria Fernanda Tabacow, CEO do grupo Ágathos.

Contudo, essa tendência de imersão no meio digital já era algo que estava sendo pensado para dinamizar e agregar no processo educacional dos jovens, conforme aponta Maria Fernanda. “Sempre estivemos atentos à renovação e modernização dos métodos educacionais. Há mais de 3 anos, estamos treinando nossos professores nas plataformas e aplicativos, fazendo o uso de metodologias híbridas. As nossas escolas foram as primeiras na cidade a implementar o ‘Espaço Maker’ e o sistema de educação bilíngue”, pontua.

Então, é possível correlacionar o rigor acadêmico com a tecnologia, fazendo com que os celulares e os computadores sejam ferramentas de trabalho importantes dentro do ambiente escolar. “A ideia de que escola é algo que parou no tempo é completamente equivocada. A escola é um lugar muito dinâmico, pois promove o encontro de muitas pessoas, em quantidade e das diversas faixas etárias. Então, o que aconteceu foi que os professores enfim encontraram seus alunos no ambiente digital, que é natural dos próprios alunos”, acrescenta a diretora pedagógica do grupo Atmo. “A escola não vai voltar mais a ser o que era. Ela vai caminhar com outras bases de aprendizagem, dando mais espaços para a discussão, a troca de ideias e a formação de um público mais responsável”, conclui.

Programação

O evento ocorrerá de maneira 100% on-line, de 18/01 a 21/01, sempre das 17h30 às 20h30, trazendo temas que complementem todos os níveis de ensino, seguindo a programação:

• Segunda-feira (18) – “Avaliação Formativa: dos princípios às ações e finalidades”, com Kátia Smole, ex-secretária de Educação Básica do MEC (Ministério da Educação).
• Terça-feira (19) – “Livelong Learning”, com Alexandre Sayad, jornalista e educador, especializado em Direitos Humanos.
“Ensino híbrido: desafios e possibilidades”, com Lilian Bacich, doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano.

• Quarta-feira (20) – “Ponto Triplo: os 3 estados necessários aos educadores no pós-pandemia”, com Vinícius Freaza, pós-graduando em Didática e Metodologia do Ensino.
“Formação Literária: quanto rende um livro quando o compreendemos”, Renata Junqueira, doutora em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

• Quinta-feira (21) – “2021: para qual escola estamos retornando?”, com Maria Helena Castro, presidente Conselho Nacional de Educação (CNE).
Os professores de cada instituição de ensino receberão o link de acesso e a senha em seus e-mails, para poderem participar.

 


ir para o topo

Enviar