menu search

CulturaMuseu de Arte Contemporânea de Sorocaba será o primeiro museu privado do Brasil a contar com NFT em acervo

Foto: Obra “Mother Flower I” da artista Paula Klien
Publicado em às

No dia 16 de março, durante a ArtSampa – feira que reunirá na capital paulista os mais importantes curadores, artistas, colecionadores e críticos de arte do Brasil – a artista Paula Klien, agenciada pela Metaverse Agency, irá doar o NFT “Mother Flower I” para o acervo do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS).

A presidente do Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba, Silvia Stecca, vai receber o NFT no estande da Metaverse Agency, que agencia a artista. É a primeira vez que um museu privado recebe uma doação de NFT no Brasil. “Estamos muito felizes com esta doação e parceria com a Metaverse Agency e a artista Paula Klein, que já faz parte do acervo da instituição. Mostramos aqui a visão prospectiva do museu em relação aos novos suportes para a arte. Queremos dialogar com as gerações futuras porque certamente eles estarão ainda mais ligados com o mundo virtual”, afirma Silvia sobre o MACS, que existe desde 2004 e conta com mais de 700 obras em seu acervo.

A obra “Mother Flower” se origina de uma rara série de digigrafias, que são misturas digitais entre pinturas feitas com a tradicional tinta chinesa e fotografias tiradas dentro de um aquário. Paula, cuja obra se concentra no fluxo de nossas vidas, criando telas de grandes dimensões nas águas doces de rios brasileiros, submerge flores em “Mother Flower”.

A artista visual Paula Klien se inspira na filosofia oriental milenar, pesquisando o invisível e trabalhando os acidentes no campo da espiritualidade, transcendência, silêncio e entrega. Suas pinturas acontecem na água. Telas de grandes dimensões ou papéis de alta resistência são imersos em depósitos de água, preparados no estúdio ou em águas de rios brasileiros, enquanto recebem pigmentação com nanquim chinês. O conceito revela o fluxo de nossas vidas.

A primeira edição da ArtSampa acontece entre 16 a 20 de março e será realizada na OCA, projeto de Oscar Niemeyer dentro do Parque Ibirapuera. 

A Metaverse Agency, galeria brasileira focada no segmento de arte digital, apresentará na ArtSampa obras de 11 artistas consagrados, nacionais e internacionais, em um espaço de visitação no Metaverso através de realidade virtual, integrado de experiências imersivas com exposições de NFTs, realidade aumentada, projeções e holografia.

Com pouco mais de um ano de existência, a Metaverse Agency foi responsável pelo primeiro espaço de criptoarte na 11ª edição da ArtRio, além do case de lançamento da artista Monica Rizzolli na Artblocks, onde sua obra, “Fragmentos de um Campo Infinito”, foi arrematada por cerca de R$ 30 milhões em 32 minutos. A agência já fez o lançamento das NFTs de medalhistas brasileiros que participaram nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020; promoveu a colab entre o consagrado Carlos Vergara e o artista Alexandre Rangel; participou da Hamptons Fine Art Fair 2021, em Southampton/Nova York; produziu a instalação de Rejane Cantoni no CCBB/RJ, além de lançar obras de seus agenciados nas principais plataformas do mundo.

Os comentários estão desativados.