Festival de Artes Híbridas reúne artistas de Sorocaba e região

Cultura
29/03/2021
Foto: Erickson Almeida

Com a proposta de estimular manifestações culturais, o Festival de Artes Híbridas reúne artistas de Sorocaba e região a partir de 1º de abril. A programação do evento, que acontece até o próximo dia 17, será exibida no site festivaldearteshibridas.com.

“A programação do festival conseguiu reunir artistas das 27 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba. Esse material possibilitará termos um breve panorama da produção artística da região”, celebra Robson Catalunha, idealizador e responsável pela curadoria geral e direção artística do projeto.

Para promover essa reunião de talentos, foram abertos três editais de chamamentos distintos capazes de receber inscrições de participantes. Um dos editais abertos foi para a participação na Mostra de Artes Híbridas, que recebeu 30 propostas de experimentos artísticos em vídeos.

Entre os trabalhos selecionados, está o lançamento do single de Natalie Mess, de Sorocaba. E a violonista Gabriele Leite, de Cerquilho, que já foi indicada pela Forbes como um dos jovens abaixo de 30 anos que se destacaram em 2020.

Gabriele Leite de Cerquilho que ja foi indicada pela Forbes como um dos jovens abaixo de 30 anos que se destacaram em 2020 Foto Arquivo Pessoal

Gabriele Leite, de Cerquilho | Foto: Arquivo Pessoal

Já o edital responsável pela seleção para as Ações Formativas tinha como objetivo reunir 30 participantes com objetivo de compartilhar conhecimentos e saberes. Entre os participantes, está Davi Lima, de Salto, que abordará a questão da lei de incentivo à cultura.

Além de Lucas Gonzaga, de Tatuí, que fará uma transmissão ao vivo sobre o panorama do teatro brasileiro. E também Felipe Vian, de Votorantim, que fará uma live sobre dança.

A Incubadora de Estudos Performativos teve como base oferecer uma micro-residência remota para desenvolver 10 projetos artísticos autorais. Nos encontros virtuais, que ainda não chegaram ao fim, os artistas são orientados por Douglas Emílio e Felipe Alduina.

Último pilar do festival é o Olhares da Cena Contemporânea, um braço do projeto que conta com encontros virtuais entre artistas da região e convidados de outros locais do Brasil.

Essa parte do festival contará com a participação de artistas-pesquisadores das cinco regiões do Brasil, tais como: Eleonora Fabião, do Rio de Janeiro; Denílson Baniwa, do Amazonas; Dodi Leal, da Bahia; Luh Mazza, de São Paulo; e Marcela Bonfim, de Rondônia.

O Festival de Artes Híbridas foi contemplado pelo Edital Proac Expresso Lei Aldir Blanc, nº 40/2020. A iniciativa é promovida pelo Governo Federal, Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultural, Governo do Estado de São Paulo através da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.


ir para o topo

Enviar