Economia criativa muda a vida de mulheres que se encontravam em situação de extrema vulnerabilidade social

Por meio do artesanato, da costura e demais tecnologias manuais, elas conquistaram autonomia econômica e foram inclusas na sociedade

Cultura
08/03/2021
Foto: Divulgação | Instituto Empodera

A Organização das Nações Unidas (ONU), declarou, em novembro do ano passado, que 2021 seria o “Ano Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável”.

De acordo com a organização, estimular a economia criativa será um fator importante para o crescimento dos setores de serviços, além de um apoio ao empreendedorismo e a diversidade cultural.

A fim de mudar a realidade de muitas mulheres que se encontram abaixo da linha da pobreza, o Instituto Empodera, uma organização que tem por finalidade a promoção da assistência social, capacitou, por meio do artesanato, da costura e demais tecnologias manuais (atividades reconhecidas como economia criativa), mulheres em situações de extrema vulnerabilidade social.

instituto empodera 02

Maria Das Dores, musa que conseguiu se recuperar | Instituto Empodera

Isso proporcionou a essas mulheres um sentimento de acolhimento e empoderamento diante de suas comunidades, além de torná-las economicamente ativas.

Durante a pandemia, os coletivos de mulheres apoiados pelo Instituto Empodera, atuantes nas cidades de Sorocaba, Campinas, São Paulo, São José dos Campos e Tapiraí, formados por cerca de 70 mulheres; entre elas: ex usuárias abusivas de drogas, trans, indígenas, vítimas de violência sexual e demais que se encontravam em situações de vulnerabilidade; sofreram um forte impacto econômico, pois precisaram parar com boa parte de suas produções.

Para garantir que essas chefes de famílias não ficassem desamparadas, elas focaram na produção de máscaras, a fim de abastecer o serviço de saúde e a sociedade.

instituto empodera 03 scaled

As manualidades são a fonte de renda dessas musas | Instituto Empdoera

Atualmente, essas mulheres retomaram parte de suas atividades e seguem produzindo bolsas, bijuterias e uma série de produtos manuais para a geração de renda.

O objetivo do Instituto Empodera é oferecer metodologias e ferramentas que possibilitem a formação, o desenvolvimento de habilidades e competências, para que grupos e indivíduos possam produzir, criar e gerir suas vidas.

Instituto oferecerá oficinas online

Pensando na propagação dessas ferramentas e metodologias, o Instituto Empodera, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, contemplado pelo Programa de Ação Cultural (PROAC), por meio da Lei Aldir Blanc, realizará nos dias 08, 15, 22 e 29 de março, o evento on-line e gratuito: “Expedições Criativas”, o qual tem como objetivo apresentar a economia criativa e a história de superação das mulheres por meio dela.

O evento também oferecerá oficinas de upcycling, customização, moda circular e modular, tingimento natural e extração de pigmentos, confecção com biomateriais e eletrônicos aplicados aos têxteis.

Durante os quatro dias de programação, os inscritos participarão de vivências e investigações junto as mulheres e suas manualidades realizadas dentro dos coletivos.

O evento é aberto a todos os interessados, basta se inscrever clicando aqui.

Para saber mais sobre os projetos do Instituto Empodera e obter mais informações do evento, acesse as redes sociais: @institutoempodera.


ir para o topo

Enviar