Projeto de Dança Contemporânea abre inscrições para oficina gratuita em Sorocaba

Cultura
10/01/2020
Foto: Julay Merlo

Para quem busca vivenciar uma experiência única sobre as capacidades do corpo em espaços não convencionais de apresentação, a partir da próxima segunda-feira (13), poderá se inscrever para a oficina gratuita “Estudos Urbanos em Dança Contemporânea”, do projeto “Transcoreografar a cidade”, contemplado pelo ProAC/2019. As vagas são limitadas e os encontros acontecerão a partir de fevereiro, aos sábados, na Praça Frei Baraúna, em Sorocaba.

Ministrada por Felipe Alduina, a oficina de estudos propõe o exercício de investigar a cidade e o corpo por perspectivas e procedimentos que se apoiam em discussões contemporâneas sobre a dança, corpo, espaço, arquitetura, performance, filosofia, polícia e política. E a fim de promover articulações aos participantes, a oficina ainda contará com a participação de artistas convidados da Região Metropolitana de Sorocaba, Douglas Emílio, Nome de Campos e Vitória Cardoso.

Ao total serão 12 encontros que acontecerão aos sábados, das 14h às 18h, de 1 de fevereiro a 25 de abril, na Praça Frei Baraúna, em frente ao prédio da antiga Oficina Cultural Grande Otelo.

Julay Merlo

A oficina é destinada a pessoas a partir de 18 anos, interessadas em artes do corpo, arquitetura, artes visuais, filosofia ou fotografia. As inscrições seguem até o dia 26 de janeiro e podem ser realizadas por meio de um formulário digital, que será disponibilizado na rede social (Instagram) do projeto @transcoreografar.

Os interessados deverão preencher o formulário com dados pessoais e relatar uma breve experiência do caminhar pela cidade, sem prescrições de formato ou gênero. Os 20 selecionados serão divulgados na própria rede social do projeto no dia 27 de janeiro.

O projeto “Transcoreografar a cidade” foi contemplado pelo Edital de Primeiras Obras em Dança pelo Programa de Ação Cultural – ProAC/2019, do Estado de São Paulo e tem como proponente Felipe Alduina, que é artista da dança.

Julay Merlo

Sobre o projeto:

“Transcoreografar a cidade” tem como objetivo movimentar o pensamento crítico sobre como compor ações artísticas nas cidades, promovendo o encontro entre corpo e cidade por meio de experiências de Dança Contemporânea em espaços urbanos e de produção de pesquisa.

Para Felipe Alduina, proponente do projeto, “Transcoreografar a cidade” visa construir uma relação de intimidade e experiência entre sujeito e cidade, corpo e espaço urbano, pele e parede, pés e asfalto, unhas e concreto, olhos e arranha-céus e poros e fumaça.

ir para o topo

Enviar