Estão abertas as vagas para cursos de artes e idiomas no Parque da Autonomia em 2019

Cultura
14/01/19
Divulgação

O Núcleo de Artes e Educação Parque da Autonomia, iniciativa idealizada pelo Coletivo O¹² desde 2008, abre inscrições para cursos que se dividem em idiomas (inglês, francês e italiano), dança (contemporânea, populares e ballet) música (canto, coral, violão, musicalização infantil) e filosofia política.

Com ótima estrutura, os cursos de idiomas acontecem nas dependências do Colégio Bela Alvorada – parceiro fundamental da iniciativa desde 2017. Os cursos de artes acontecem na sede do Parque da Autonomia. O espaço é equipado especialmente para as atividades, conta com equipamentos de som e luz para atividades culturais e tem acessibilidade.

Para se inscrever basta acessar www.coletivoo12.com.br, fazer o download da ficha de inscrição, preencher e enviar para nucleos@coeltivoo12.com.br. Também é possível realizar inscrição no local.

Equipe do Parque da Autonomia

Os profissionais que compõem a equipe do Núcleo de Artes são professores especialistas nas suas áreas de atuação com larga experiência. Para citar alguns exemplos, Cadmo Fausto professor de coral, foi coordenador por 30 anos no Conservatório de Tatuí e hoje coordena o curso de música da Uniso.

Já na aula de ballet para homens, o professor é Gustavo Pachecco, formado na Miame City Ballet School (EUA). Os professores de idiomas são graduados e especialistas no ensino de línguas.

Sobre a política de preços dos cursos

A proposta cultural tem ainda uma política de preços que faz parte de uma aposta educativa na qual os artistas pretendem realizar negócios baseados na confiança e inspirar honestidade e bom senso. Cada participante pode optar pelo valor que investirá na sua formação e são três opções: R$50 (mínimo), R$100 (viável), ou R$150 (ideal).

Com estas formas de se engajar o aluno pagante do valor mínimo financia apenas a remuneração do professor do curso do qual se beneficia, mas não contribui com as despesas do espaço (aluguel da sede, contas de água, luz, internet, telefone, seguros e impostos).

Já o que optar pelo valor intermediário fortalece mais a iniciativa porque colabora com estas despesas, indispensáveis para que os cursos possam acontecer.

E aqueles que escolherem o valor ideal colabora com as contas do espaço, a remuneração dos professores e também da equipe coordenadora do Parque da Autonomia, que trabalha como voluntária.

O Coletivo O¹² explica que se todos escolherem o valor mínimo, a ideia se tornará inviável. Por isso, fazem desta ação um convite a cada um para refletir sobre a maneira de contribuir para fazer da cultura e da educação um direito de todos.

As inscrições se encerram no dia 06/02. As vagas são limitadas.