07/06
2019

“Silêncio Tátil”

Exposição

Este evento já aconteceu!

O Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba (MACS) recebe, a partir do dia 09, duas importantes exposições: “Flume”, da artista plástica Patricia Carparelli, na Sala 1 e “Silêncio Tátil”, da também artista plástica Elisa Stecca, na Sala 2. As mostras seguem em cartaz até o dia 07 de junho, de terça a sexta, das 10h às 17h, com entrada gratuita e aberta ao público.

A artista Elisa Stecca traz um conjunto de três obras inéditas, criadas especialmente para a exposição: “Estilingue”, “Silêncio Tátil” e “Silêncio Compartilhado”, com curadoria de Paula Alzugaray. Pensada como uma mostra inclusiva, propõe uma experiência sensorial por meio de um vídeo e de esculturas táteis, além de uma vivência de supressão dos sentidos tradicionais, como uma maneira de acesso ao sexto sentido, a percepção.

“Estilingue”

A primeira obra de Elisa é um objeto escultórico, que reúne aspectos fundamentais da formação da artista, como artes plásticas, joalheria e pesquisa alquímica. Nela, uma gota de vidro transparente serve de recipiente para a água e o mercúrio, suspensa por uma estrutura em latão e ancorada por uma pirita rosa e faixas de couro. Os sentimentos de sedução, repulsa, perigo e beleza se misturam em suspensão, contemplação e suposição, tornando-se uma surpresa perante o metal líquido, insondável e misterioso.

“Silêncio Tátil”

A criação traz esculturas de cerâmica metalizada em alta temperatura, que remetem às formas líquidas do mercúrio. Foram notadamente concebidas para serem tocadas, uma vez que o elemento químico, em si, é sedutor e intocável.

“Silêncio Compartilhado”

Sendo um vídeo, que apresenta grandes quantidades de mercúrio líquido escorrendo em formações hipnóticas, será exibido durante a mostra como um convite à meditação.

Os horários, preços e atrações podem ser alterados pelos organizadores sem prévio aviso.

Informar um problema nesta página

Há alguma informação incorreta ou incompleta nesta página?
Por favor, nos informe abaixo e faremos a correção o mais breve possível.

Página: “Silêncio Tátil”