Sorocaba registra primeiro caso do novo coronavírus

Medidas estão sendo adotadas para fortalecer o combate contra a doença

25/03/2020
Foto: Divulgação

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria da Saúde (SES), registrou o primeiro caso confirmado do novo coronavírus (COVID-19) na cidade na terça-feira (24). Diante disso, a prefeita Jaqueline Coutinho concedeu entrevista coletiva à imprensa para divulgar detalhes do caso e anunciar medidas adotadas para combater a doença.

O primeiro caso confirmado do novo coronavírus trata-se de um homem de 53 anos, morador de Sorocaba e que trabalha na cidade de São Paulo, local provável de contaminação. O exame foi feito por um laboratório particular da cidade e uma contraprova deverá ser feita pelo Instituto Adolfo Lutz (IAL). O paciente encontra-se bem de saúde, apenas com o sintoma de coriza e se mantém em isolamento domiciliar. A Vigilância Epidemiológica já entrou em contato e monitora o caso. Sua esposa e duas filha também foram orientadas sobre o isolamento e os cuidados necessários.

Durante a coletiva, a prefeita Jaqueline esteve acompanhada do secretário da Saúde, Ademir Watanabe e o médico responsável pela Coordenadoria de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, médico Fernando Brum. Jaqueline Coutinho divulgou medidas que estão sendo adotadas pelo município para fortalecer o combate contra a doença.

A prefeita informou a criação da Coordenadoria de Enfrentamento ao Novo Coronavírus que também aconteceu na terça-feira (24), além do reforço de mais 12 novos médicos do Programa Mais Médicos para o mês de abril que fortalecerá a assistência. “Já estávamos tomando diversas medidas muito antes da confirmação desse caso e continuaremos nos esforçando de forma integral para enfrentar essa difícil fase. Nesta semana também receberemos mais 300 mil máscaras cirúrgicas para os nossos servidores da área da saúde”, ressaltou.

Já o secretário da saúde, Ademir Watanabe, reforçou a orientação para que as pessoas fiquem em casa e procurem uma unidade de saúde somente em situações de febre e falta de ar. “Como ainda não temos vacina e medicamento para o COVID-19, a melhor opção é ficar em casa”. O titular da pasta também lembrou que a Prefeitura está empenhada no planejamento do hospital campanha na Arena Multiuso. “Nossa intenção é criar pelo menos 90 leitos neste local para pacientes intermediários da doença”, completou.

ir para o topo

Enviar