Quer conhecer o paradesporto sorocabano? – Parte 1

Esportes
28 mar 2018

Clínica aberta do Sorocaba Braves sobre futebol americano para cadeirantes / foto: divulgação

Por Felipe Carvajal

Vocês sabem que meu principal foco aqui neste blog é poder contar um pouco sobre cada esporte que acontece na nossa cidade de Sorocaba.

Quase que diariamente fico buscando temas dos mais variados possíveis para trazer para vocês, até que alguns dias atrás decidi escrever sobre o paradesporto de Sorocaba achei que seria fácil, simples e rápido, até porque, todos nós sabemos que quase ninguém apoia o esporte de pessoas com deficiência, certo? Errado! Ou pelo menos, parcialmente errado.

Conforme eu ia me aprofundando no tema, vi que existem diversas iniciativas que acontecem com foco no paradesporto em Sorocaba, porém, elas ainda são carentes de apoio, divulgação e engajamento.

Definitivamente não conseguirei colocar tudo que gostaria num único texto, e, por ser um tema tão importante com um conteúdo tão vasto, resolvi fazer pela primeira vez uma série de textos aqui no blog para poder abordar este assunto por todas as frentes possíveis.

Assim, começaremos hoje, inicialmente sem muito conteúdo sobre Sorocaba, mas com uma reflexão muito importante.

Antes, aproveito para pedir a ajuda de todos. Se conhecerem qualquer iniciativa, atleta, clube ou empresa que de alguma maneira se relaciona com o paradesporto de Sorocaba, me mande um e-mail que quero falar sobre todos, ok?! Anotem ai: contato@felipecarvajal.com.br

 

Logo dos jogos Jogos Paraolímpicos / foto: divulgação

JÁ PAROU PARA PENSAR?

Me dei o trabalho de mudar a minha forma de navegação no Google para anônimo (para não influenciar na pesquisa) e digitei “maior medalhista brasileiro”.

Porém, na primeira página de resultados da busca só apareceu matérias sobre o esporte olímpico, com exceção de apenas uma que se referia ao esporte paralímpico, mas pasmem, o maior medalhista brasileiro não é um atleta olímpico, e sim um atleta paralímpico.

Estranho o resultado que o Google forneceu? Talvez! Mas antes, deixe-me contextualizar:

Começando pelos medalhistas brasileiros, você sabia que enquanto nas Olimpíadas o maior medalhista individual é o Robert Scheidt com 5 medalhas (sendo 2 de ouro) e na Paralimpíadas o maior medalhista é o Daniel Dias com 24 medalhas (sendo 14 de ouro)?

Ainda mais. Você sabia que nenhum atleta brasileiro, seja de esportes individuais ou coletivos, está entre os 200 maiores medalhistas de ouro da história das Olimpíadas enquanto o brasileiro Daniel Dias é o 13º atleta do mundo com maior quantidade de medalhas de ouro paralímpica?

Tem mais! Você sabia que nas Olímpiadas, o melhor resultado do Brasil no quadro de medalhas foi um 13º colocado em 2016, enquanto nas Paralimpíadas há 3 edições que o Brasil é top-10 medalhista, tendo seu melhor resultado no quadro de medalhas uma 7ª colocação em 2012?

Pois é, agora volto na minha pesquisa do Google e fica claro que o resultado correto não foi informado, mas, sabiam que os resultados que o Google fornecem são reflexos daquilo que tem mais relevância para as pessoas? Então vejam, somos corresponsáveis por esse erro! Aliás, não venham me dizer que vocês só não acompanham o paradesporto porque não passa nada na televisão (com exceção da Paralimpíadas) e nem sai notícias em sites da internet, pois a verdade é que o motivo é ao contrário, a televisão e os sites de notícias não cobrem nenhum paradesporto porque ninguém quer saber dele.

Já passou do momento de apoiarmos e torcermos para as modalidades paradesportivas, e não precisamos ter um motivo para isso, mas se quiserem, citei alguns acima e citarei ainda mais alguns ao longo das próximas semanas, só acompanhar os futuros textos aqui no blog.

APROVEITANDO

Clínica aberta do Sorocaba Braves sobre futebol americano para cadeirantes / foto: divulgação

Hoje acontecerá um evento para cadeirantes em Sorocaba, e, como os demais textos contendo informações sobre os eventos paradesportivos não sairão a tempo, resolvi aproveitar este texto para fazer a divulgação.

Indo direto ao assunto, hoje (quarta-feira, 28/03) na loja Decathlon Sorocaba (Av. Comendador Pereira Inácio, 2480 – Jardim Emília), o time de futebol americano Sorocaba Braves ministrará uma clínica aberta e gratuita sobre o esporte para cadeirantes, das 19h às 20h na quadra da loja.

A vertente do esporte escolhido para o ensinamento do futebol americano será o flag, aquele em que o atleta precisa tirar uma espécie de bandeirinha do outro atleta para parar a jogada.

Se conhecer alguém que possa participar, não hesite em convidar.

Felipe Carvajal

Sorocabano, educador e empreendedor. Graduado em Administração, especialista em Gestão Esportiva e Vice-Presidente do Conselho do E. C. São Bento. O objetivo de vida? Tornar Sorocaba numa referência esportiva.

instagram

Posts relacionados

Twitter
Facebook
WhatsApp