Mostra Pedro Almodóvar no Cinecafé do Sesc

Cinemassa
12 jan 2016

Pedro Almodóvar / Divulgação

O CineCafé, projeto do Sesc que promove a exibição gratuita e o debate de filmes clássicos, alternativos e contemporâneos, apresenta programação especial em Janeiro e Fevereiro de 2016, exibindo clássicos de Pedro Almodóvar. Conhecido por títulos como “Tudo Sobre minha Mãe” e “A pele que habito”, o cineasta é reconhecido como um dos maiores nomes do cinema europeu, sendo o primeiro Espanhol premiado com o Oscar.

Pedro Almodóvar durante as filmagens de “A pele que habito" / Divulgação

Pedro Almodóvar durante as filmagens de “A pele que habito” / Divulgação

A polêmica genialidade de Pedro Almodóvar reflete seu tempo. Nascido em meio a Ditadura de Francisco Franco, em 1951, na Espanha. Cresceu rodeado por uma sociedade autoritária, presenciando desde cedo uma série de abusos sofridos por colegas no internato católico. Durante a adolescência e início da vida adulta, engajou-se na resistência, participando de grupos de teatro, em que teve a oportunidade de desenvolver seus primeiros roteiros, despertando o fascínio pelo cinema. Infelizmente, sua paixão pela sétima arte fora dificultada, graças à Ditadura que fechou todas as escolas de arte do país. Esse fato justifica sua formação independente, forçado a esquecer da teoria e focar-se na prática.

Assim como Almodóvar, esse movimento experimental, conhecido como “La Movida”, iniciou um florescimento na cultura alternativa e underground da juventude espanhola, criando uma nova identidade para o país. Dentre outros ideais, celebravam a liberdade de expressão e quebra de tabus. Esse momento foi fundamental para a produção de seus primeiros trabalhos, definindo um estilo.

“Mulheres a beira de um ataque de nervos” (1989) / Reprodução

“Mulheres a beira de um ataque de nervos” (1989) / Reprodução

Filmes como “Pepi Luci, Bom e Outras Garotas de Montão” (1980), “Labirinto de Paixões” (1982), “Maus Hábitos” (1983) e “A Lei do Desejo” (1987), retratam a essência do “La Movida”, apresentando personagens cujo comportamento dusruptivo e as características sexuais se intrelaçam em uma paródia, em que utilizam da comédia como ferramenta para importante crítica social. Com “A Lei do Desejo”, o diretor ganhou reconhecimento Internacional, faturando prêmios em diversos festivais e impulsionando a carreira do, até então desconhecido, Antônio Bandeiras.

A parceria entre os dois se repete em diversos títulos. Aliás, a repetição na escolha de atores é outra característica do diretor, que também é responsável pelo sucesso de Penelope Cruz.

Com o reconhecimento internacional, Almodóvar continuou retratando relacionamentos de maneira introspectiva. O ativismo homossexual e o empoderamento da mulher também tornam-se recorrentes, destacado através de personagens fortes, que geralmente servem de engrenagem para o roteiro.

“Ata-me” (1990) / Reprodução

“Ata-me” (1990) / Reprodução

Os filmes selecionados pelo Cinecafé são “A Lei do Desejo” (1987), “Mulheres a beira de um ataque de nervos” (1989) e “Ata-me” (1990), “Carne Tremula” (1997) eTudo Sobre Minha Mãe” (1999). Obras indispensáveis para despertar interesse pela filmografia do diretor.

linha

CineCafé Especial
A partir de 12/01/16 (terças-feiras), às 19h
Retirada de ingressos com uma hora de antecedência na central de atendimento do Sesc Sorocaba
Endereço: Rua Barão de Piratininga, 555 – Jardim Faculdade

>> Veja mais detalhes sobre o Cinecafé no portal Agenda Sorocaba

Fábio Devito

Jornalista sorocabano, apaixonado por música, entusiasta dos quadrinhos e aficionado por cinema. Atualmente trabalha com cultura e social media.

medium

Posts relacionados

Twitter
Facebook
WhatsApp